sábado, 31 de dezembro de 2011

CRISTIANISMO PODERÁ EM BREVE "DESAPARECER" DO EGIPTO, AFEGANISTÃO E IRAQUE




O Messias Yeshua profetizou que nos "últimos dias" haveria forte e intensa perseguição contra os judeus e os cristãos, e, na verdade, as últimas notícias e previsões são verdadeiramente assustadoras. A intensidade e alcance da perseguição aos cristãos no Médio Oriente em particular vai atingir níveis inverosímeis há bem poucos anos atrás, e a tendência será para o quadro piorar a cada ano que passa. Assim será, até que o Messias venha recolher os Seus eleitos para Si mesmo, conforme prometeu há cerca de 2 mil anos atrás. 
Segundo Leonard Leo, presidente da Comissão dos EUA para a Liberdade Religiosa Internacional (USCIRF) - uma agência partilhada com o governo e que luta pela liberdade religiosa dos povos à volta do globo - o Cristianismo no Afeganistão e no Iraque poderá ser erradicado nos nossos dias, em parte como resultado da retirada das tropas norte-americanas. Este reconhecido estudioso acrescentou ainda que os cristãos egípcios enfrentarão possivelmente a mesma sorte.
Segundo o seu testemunho numa entrevista a Terry Jeffrey, editor-chefe da TV CNSNews, no passado dia 22, "este será o padrão em toda a região do Médio Oriente".
"A fuga dos cristãos para fora da região é imprecedente e cresce de ano para ano" - disse Leo, concluindo com uma sombria previsão de que os cristãos podem desaparecer conjuntamente do Iraque, Afeganistão e Egipto. 
NO IRAQUE
IRAQUE
Desde que a guerra começou em Março de 2003, o Iraque despertou para a violência sectária, deixando as tropas dos EUA encarregadas de tentarem conter aquilo que ameaçava ser uma guerra civil. A situação acabou por tornar-se catastrófica para a comunidade cristã ali presente, à medida que a violência contra os cristãos foi aumentando, incluindo um ataque contra uma igreja em Bagdade, em Outubro de 2010, no qual 58 pessoas que ali congregavam foram mortas. Segundo um estudo recente do Grupo Internacional para os Direitos das Minorias, desde essa altura, cerca de 900.000 cristãos fugiram do país.
Este perito em liberdade religiosa faz eco de muitos outros ao acusar o governo do Iraque de falhar em tomar medidas adequadas para proteger os cristãos ou incriminar aqueles que os perseguem.
"Um dos grandes problemas desde o início foi o nosso país e outros serem incapazes de reconhecer que a luta no Iraque era maioritariamente um conflito sectário e que não havia suficiente ênfase colocada na fuga de cristãos e outras minorias religiosas, em especial na parte norte do Iraque" - afirmou Leo à CNSNews. com.
Leo acrescentou que as minorias religiosas sempre foram uma parte importante no tecido da sociedade iraquiana, sendo até o seu elo aglutinador. O desaparecimento destas minorias será um "sério problema".  

As tropas norte-americanas saíram do Iraque em 15 de Dezembro e a retirada final do Afeganistão deverá acontecer até ao final deste mês.
"Estou preocupadíssimo com o que irá acontecer depois que a nossa presença desaparecer por completo, e não sei como continuaremos a exercer pressão sobre o governo do Iraque, nas forças de segurança e outras no Iraque de forma a que se protejam os cristãos" - confessou Leo.
Segundo o relatório, devido às constantes violações do direitos de liberdade religiosa, acredita-se que pelo menos metade da comunidade cristã do Iraque presente antes da invasão do país pelos EUA tenha já abandonado o país.
"Estima-se que em 2003 haveriam uns 800.000 a 1.4 milhões de católicos caldeus, ortodoxos sírios, ortodoxos siríacos, arménios (católicos e ortodoxos), protestantes e evangélicos no Iraque. Actualmente, os líderes das comunidades estimam o número de cristãos em cerca de 500.000" - diz o relatório. 

NO AFEGANISTÃO
No Afeganistão "as condições para a liberdade religiosa mantêm-se problemáticas, apesar dos ganhos em liberdade de culto ou de crença desde a retirada do regime taliban, em finais de 2001" - acrescenta o relatório.
AFEGANISTÃO
Uma constituição que foi elaborada com a ajuda dos EUA tem dado efectivamente ao governo afegão permissão para negar a liberdade religiosa às pessoas que adiram a credos minoritários, incluindo o Cristianismo.
"A elaboração da constituição da qual nós participámos foi um desastre e não estou certo se o Afeganistão conseguirá recuperar completamente do estrago que lhes infligimos ao não termos traçado uma linha no que toca ao tipo de constituição que deveríamos ter defendido" - acrescentou Leo.

NO EGIPTO
EGIPTO
Segundo Leo, a violência e a descriminação anti-cristã no Egipto pode inspirar uma migração em massa da população cristã copta do país, o que significa que os muçulmanos radicais egípcios alcançarão o seu objectivo. Na opinião de Leo, o país está descambando pelo mesmo caminho do Iraque e do Afeganistão.
"Com aquilo que está a acontecer no Egipto, com as incertezas existentes, há muito pouco incentivo para que um jovem cristão copta permaneça no país" - afirmou Leo à TV, e acescentou: "Não me surpreenderia nada se virmos no Egipto a mesma trajectória básica que vemos num número razoável de outros países, e que é dizer, levanta-te e vai embora".  

Leo teme que as novas leis egípcias venham a restringir ainda mais as igrejas, o que em resultado poderá assustar os membros mais jovens da comunidade copta.
Outros países incluídos no relatório da USCIRF onde as comunidades minoritárias não-muçulmanas estão a enfrentar ameaças existenciais incluem entre outros o Irão, a Arábia Saudita, a Turquia e o Paquistão.
Sinal dos tempos? Sim. Cumprimento das profecias? Sim. Estejamos preparados.
Shalom!

Quinta-feira, 29 de Dezembro de 2011


CRISTIANISMO PODERÁ EM BREVE "DESAPARECER" DO EGIPTO, AFEGANISTÃO E IRAQUE.

Postado por Hadassa Ben Ha Shem

 Alguém ainda dúvida q estamos vivendo os últimos dias da semana de DEUS ?

Grude-se no SENHOR, arrependa-se, clame , gema e chore.

Clame pelo FOGO da Paixão por JESUS e pelo FOGO da Santidade para

 permanecer firme diante dos horrores que já estão acorrendo em toda a terra.

TRiste é postar um vídeo de música ter inúmeras visualizações ; postar uma matéria sobre irmãos nossos presos, torturados , com suas famílias sem sustento e não ter NENHUMA VISUALIZAÇÃO.

E ainda ter que ouvir vozes vocíferar contra os judeus.

Somos melhores? DEIXAMOS nossos irmãos e familiares apodrecerem,

NÃO extendemos compaixão, não choramos com os que choram e quando irmãos nossos são presos e torturados por Amor Puro ao SENHOR, não conseguimos sentir que  Nós tb estamos presos e sendo torturados...

Depois debocham de denúncias sobre a imundície q precisa ser extipada do meio de nós.

Me pergunto que a igreja pensa e faz nesta terra?

Deixemos de ironia, hipocrisia, demandas e anti-semitismo, pois os não PUROS e SANTOS , não verão a DEUS.

 

sábado, 17 de dezembro de 2011

Violinista no Telhado - Fiddler on the roof - Jewish dance




Amo este povo, amo a dança, a Alegria, muitas coisas da culinária (de preferência os doces).
São um exemplo, valorizam tudo que foi criado referindo-se a eles, mesmo que mostre dilemas
e fraquezas. Não tem nenhum problema em rir de si mesmos.
Admiro esta virtude.
Lindo. Para os judeus dança não é coisa  para crianças e Adolescentes e mulheres somente como em muitas de nossas congregações Cristãs.
Dança é Alegria, comunhão, celebração, gratidão...

seja por obediência a DEUS, fruto da intimidade com Ele e Sua Palavra ou atualmente, por tradição.
DEUS ordenou que fossem celebradas 7 Festas (hoje sabemos que tinham e tem SENTIDO
profético; são um MAPA delineado elo PAI para Seu povo).
Ressalto neste post que em todas as festas mesmo que houvesse um período de lamento
e aflição para purificação; em TODAS elas Hashem ordenou que houvesse Alegria.
Esta Alegria é expressa em Canções e danças puras / inocentes.

Sei que muitos conhecem de cor tudo que DEUS queria revelar através das festas,
mas se alguns desconhecem e gostariam de descobrir este maravilhoso tesouro,
podemos compartilhar aqui.
Fiquem a vontade para tirarem dúvidas. Pode ser por comentários mesmo já que
não temos um chat ou outra plataforma de comunicação em tempo real.
Peço apenas que deixem sempre um e-mail de contato.
Um abração para todos e Obrigada.


Postado por Hadassa Ben HaShem

quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

Mosab Hassan Youssef: "Eu Amo Israel" - Legendado em Português




"ISRAEL é a SOLUÇÃO do Oriente Médio.
SE Israel fracassar no Oriente Médio,
o mundo OCIDENTAL fracassará."
(Mosab Hassan Youssef - ex "filho" do Hamas)

Congresso Alemão-Israelense filmado e produzido por Zaslawski Advertising Production - www.zaslaw.de

Tradução e legendas por Jônatha Bittencourt - www.CessarFogo.com

Noiva de Cristo, clamemos de todo coração e dedicação para que nosso
irmão Mosab Hassan Yousef seja um exemplo a ser seguido. Que através
deste testemunho de vida GERADO por Deus, muitas vidas ecravizadas pelo
 islamismo e seus grupos terroristas recebam a REVELAÇÃO da pessoa de
 Cristo Jesus(essência do PAI) e sejam livres por Ele para Ele, Livres de todo
ódio contra Israel e os judeus, Seu povo escolhido.
Necessitamos cuidar e defender Israel, este é o nosso papel.
"Deus está concedendo a todos os grupos
étnicos uma outra oportunidade de se humilharem e voltarem a Ele, 
dando frutos de arrependimento ao mesmo tempo que reconhecem seu pecado histórico
contra Israel, e sua falha de abraçar a palavra de Deus e honrar o Corpo do Messias"
(Reuven Doron)
Postado por : Hadassa Ben HaShem


quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

Prisioneiros Cristãos - Seja um Defensor

Um ministério da Voz doz Mártires

Ao se tornar um 'defensor' você está entrando no ministério vital e importante de intercessão e solidariedade com aqueles que sofrem por sua fé em Cristo. Como um "advogado" para nossos irmãos e irmãs em cadeias você estará incentivando-os quando  escrever para eles na prisão, e apoiá-los escrevendo para autoridades em favor destes irmãos(as).

Seu envolvimento testemunha do amor e da unidade [q deveria ser] encontrada entre os seguidores de Jesus Cristo em todo o mundo. É um testemunho tanto para a  família dos Cristãos presos como para as autoridades para as quais você escreve ou que tentem censurar cartas destinadas ao irmão(a) preso(a).

Seu envolvimento é uma evidência para a  família perseguida de que não são esquecidas. Muitas vezes, os opressores tentam fazer lavagem cerebral nestes cristãos para que acreditem que eles são esquecidos, que não são amados e que ninguém sabe sobre eles. Através desse isolamento e solidão do diabo pode tripudiar sobre sua fé. Quando um prisioneiro sabe que outros irmãos estão protestando em seu nome (em favor deles) ou quando recebem a sua carta, ficam sabendo que alguém se importa.

Seu envolvimento pode resultar em um melhor tratamento para um prisioneiro. Em diversos países

são muito sensíveis sobre a sua imagem no exterior. Quando eles percebem que estrangeiros monitoram a  situação de um prisioneiro, as condições deste(a) podem ser melhoradas.

  Temos um mandato bíblico p/ isto. Leia e ore sobre os versos a seguir, que o ajudará a entender o papel que você está empreendendo. Este é, sem dúvida, linha de frente da guerra espiritual.

  Você também NECESSITARÁ orar dedicadamente por todos os seus pensamentos e por tudo que irá escrever nas cartas.
Maravilhoso estudo / suporte :
Hebreus 13:3, Mateus 25: 34-40, Mateus 5:10, 1 Pedro 3: 13-17, 1 Pedro 4:12-14.

"Lembrem-se dos que estão sendo maltratados na prisão,
como se vocês estivessem lá com eles e fossem pessoalmente torturados"
Hebreus 13:3
Postado por : Hadasa Ben HaShem


terça-feira, 13 de dezembro de 2011

The Voice of the Martyrs



Foudation : 1967
Address :  PO Box 443, Bartlesville, OK 74005
   
Serving with the Persecuted Church Since 1967.
History and goals :   
The Voice of the Martyrs is a non-profit, inter-denominational organization dedicated to assisting the persecuted church worldwide. VOM was founded in 1967 by Pastor Richard Wurmbrand, who was imprisoned in Communist Romania for 14 years for his faith in Christ. His wife, Sabina, was imprisoned for three years. In the 60s, Richard, Sabina, and their son, Mihai, were ransomed out of Romania and came to the United States. Through their travels, the Wurmbrands spread the message of the atrocities that Christians face in restricted nations, while establishing a network of offices dedicated to assisting the persecuted church. The Voice of the Martyrs continues in this mission around the world today through the following main purposes:

1. To encourage and empower Christians to fulfill the Great Commission in areas of the world where they are persecuted for their involvement in propagating the gospel of Jesus Christ. We accomplish this by providing Bibles, literature, radio broadcasts, medical assistance, and other forms of aid.

2. To give relief to the families of Christian martyrs in these areas of the world.

3. To equip local Christians to love and win to Christ their enemies who are opposed to the gospel in countries where believers are actively persecuted for their Christian witness.

4. To undertake projects of encouragement, helping believers rebuild their lives and Christian witness in countries that have formerly suffered Communist oppression.

5. To emphasize the fellowship of all believers by informing the world of atrocities committed against Christians and by remembering their courage and faith.

Missão  
Serving the persecuted church through practical and spiritual assistance, while leading Christians in the free world into fellowship with them.

E-mail  
thevoice@vom-usa.org
Website  
http://www.persecution.com
http://www.twitter.com/VOM_USA
http://www.vombooks.com ***
http://www.PrisonerAlert.com ***
http://www.BiblesUnbound.com
http://www.vommeetings.com
http://www.persecutionblog.com
http://www.youtube.com/user/VoiceOfTheMa...

 Beloved, this time the article was posted in English,
to meet the demands of readers from other nations.
Be hospitable to the Word of God guides.
[Amados, desta vez  o artigo foi postado em Inglês,
para atender as reivindicações dos leitores de outras nações.
Sejamos hospitaleiros como orienta a Palavra de DEUS.
]
Postado por: Hadassa Ben HaShem

Vinícius Schlabitz está necessitando de EMPREGO, segue o resumo do Currículo


Vinícius Schlabitz está necessitando de EMPREGO, segue o resumo do Currículo:
http://www.facebook.com/ThinkonlineP AGRADECE a TODOS q puderem ajudar.

iPhone Porto Alegre

Consultoria em equipamentos Machintosh
Consultoria em Mobiles da Apple (iPod, iPhone, iPad)
Manutenção em computadores Machintosh
Manutenção em Mobiles da Apple (troca de vidro, LCD, etc)
Desbloqueio de iPhones e iPads procedentes do exterior.

Técnico - ACMT
Apple Premium Reseller - Iplace

Era responsável pelo atendimento ao cliente tanto na loja, quanto via telefone, que apresentava dificuldades no uso do equipamento ou que o equipamento em questão estáva apresentando defeito!

 Apple Premium Reseller - Iplace
Tecnico em CPD e Asterisk
MicroMatix - Provedor Internet via Radio

* Implantação e manutenção de servidores (Apache, Squid, Asterisk)
* Configuração de hardwares e softwares.
* Configuração de redes cabeadas e wireless.
* Auxilio no suporte aos clientes.

 MicroMatix - Provedor Internet via Radio
Consultor de TI
Tecnoconsulting / TWINS - AREZZO

* Instalação de softwares variados e sistemas operacionais.
* Instalação e configuração do sistema de gestão para franquias, da LINX.
* Configuração de hardwares e softwares.
* Configuração de redes cabeadas e wireless.
* Instalação e configuração de Banco de Dados MS-SQL Server 2005.
* Emissão de laudo técnico.

 Tecnoconsulting / TWINS - AREZZO
Técnico de Informática
TecTotal (Grupo AUTOMATOS)

Empresa privada; 51-200 funcionários; Setor de Tecnologia da informação e serviços

* Instalação de softwares e sistemas operacionais.
* Configuração de hardwares e softwares.
* Configuração de redes cabeadas e wireless.
* Correção de falhas no sistema.
* Emissão de laudo técnico.

   FacSul
Tecnológico - Analise e Desenvolvimento de Sistemas, TI
2009 – 2009
POSTADO por : Hadassa Ben HaShem

segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

Evangélicos Canadenses Pedem Perdão aos Judeus


Por: Reuven Doron

 Enquanto ondas escuras de espíritos anticristãos e anti-semitas percorrem o segundo céu, ansiosamente tentando amarrar as nações com cordas malignas de
engano, rebeldia e ira, o Espírito de Deus está preparando um “golpe antecipado”,
chamando-nos a desfazer esta estratégia demoníaca através de atos
de verdadeiro arrependimento e fé. Antes do grande e assombroso Dia do Senhor 
e do juízo final das ações, Deus está concedendo a todos os grupos
étnicos uma outra oportunidade de se humilharem e voltarem a ele, dando frutos de arrependimento ao mesmo tempo que reconhecem seu pecado histórico
contra Israel, e sua falha de abraçar a palavra de Deus e honrar o Corpo do Messias.
(Noiva reconheça o tempo q estamos vivendo em DEUS: Dias de Expiação,
e vivamos esta oportunidade com toda intensidade)
 

Uma dessas nações, que está se levantando como exemplo às demais, é Canadá. 
Uma reunião de reconciliação e cura aconteceu no mês de novembro
de 2000, e a história que a originou é esta a seguir.

Em maio de 1939, o navio St. Louis zarpou de Hamburgo, na Alemanha, 
com destino a Havana, Cuba, com quase 1.000 refugiados judeus a bordo, fugindo
da perseguição nazista. Despojados de possessões e
afugentados de seus negócios, lares e pátria, seus bens mais valiosos agora
eram seus vistos de entrada em Cuba, que representavam sua esperança
para uma vida nova e segura.

Entretanto, devido à corrupta administração de imigração de Cuba, 
estes dispendiosos documentos logo se provaram inúteis. Quando o St. Louis chegou
em Havana, o governo cubano se recusou a reconhecer
os vistos, e a despeito de clamorosos protestos da comunidade judaica internacional,
foi lhes negado asilo.
Começou- se a buscar freneticamente um abrigo alternativo, mas as portas do mundo
estavam fechadas.

Enquanto as nações latino-americanas e os Estados Unidos se fizeram de cegas
uma última esperança ficou no Canadá. Mas o diretor de imigração
canadense, Frederick Blair afirmou: “Nenhum país poderia abrir suas portas a ponto
de receber as centenas de milhares de judeus que querem sair da
Europa; a linha terá de ser traçada em algum ponto!”

A linha foi traçada exatamente naquele ponto, e Canadá endureceu seu coração,
apagando assim a última esperança de um abrigo seguro para os
viajantes exaustos. De coração partido, rejeitados e abandonados por todos,
estes judeus “forasteiros” foram obrigados a voltar para a Europa nazista,
onde a maioria pereceu no holocausto.

Seguindo o princípio intercessório de 2 Crônicas 7.14: “Se meu povo…”, Deus
despertou a igreja canadense para se arrepender do seu silêncio em
1939, a fim de poder visitar a nação, e abençoá-la com sua presença como
exemplo para as outras nações.
Uma campanha nacional foi desenvolvida por todas as igrejas canadenses 
desde o ano passado, resultando em arrependimento sincero e profundo e
um genuíno desejo por reconciliação com os irmãos judeus rejeitados.

Enquanto se oferecia arrependimento a Deus pelo pecado raiz de anti-semitismo,
os cristãos canadenses puderam testemunhar num paralelo
espantoso e imediato, como o Primeiro Ministro Jean Chrétien se tornou o primeiro
chefe de estado canadense a visitar um campo de concentração
nazista (Aus- chwitz). Lá ele pronunciou uma proclamação entre lágrimas de “nunca mais”,
e depois seguiu para uma visita oficial a Israel.

Nos dias 4 e 5 de novembro passado, uma reunião histórica foi realizada em Otawa,
Canadá, com vinte e cinco sobreviventes do navio St. Louis, e vinte
dos seus cônjuges. Cristãos canadenses representando todas as regiões 
da nação deram boas vindas aos sobreviventes depois de sessenta e um
anos de culpa e silêncio,
oferecendo-lhes seus corações e pedindo perdão.

Líderes chaves do governo canadense e da comunidade judaica
participaram, e eu também, como representante dos judeus messiânicos de Israel.

Como se pode imaginar, estes sobreviventes, a maioria dos quais são idosos e frágeis,
tiveram de passar por uma batalha de alma nos meses anteriores,
enquanto os líderes cristãos canadenses os procuravam e com mansidão 
tentavam convencê-los da credibilidade e sinceridade do seu propósito.

Para a maioria deles, a igreja cristã era na melhor das hipóteses uma comunidade distante
e indiferente, e na pior delas um dos culpados da sua perseguição nazista.
Entretanto, durante os meses anteriores à reunião, depois de vários contatos
com estes cristãos genuínos, estes sofridos e idosos
judeus passaram de ceticismo a este estranho fenômeno cristão, para
uma verdadeira expectativa positiva.

Há um remanescente no Canadá, cada vez maior, que espera em Deus que a igreja
lá se torne um lugar de sua habitação, a fim de poder cumprir com seu
destino. E viram que o arrependimento deste pecado
fundamental do anti-semitismo é uma das chaves para caminhar nesta direção.

Pela primeira vez na história da igreja do Senhor Jesus, de acordo com meu 
conhecimento, uma representação nacional do Corpo do Messias assumiu
responsabilidade coletiva pela falha daquele país
em [não] andar junto com o povo judeu na sua dolorosa jornada de volta para o plano de Deus.

Nunca houve um arrependimento demonstrado de tantos para um
grupo tão pequeno, e nunca se buscou reconciliação e a obteve nesse nível.

Obviamente, não foi um processo simples. Como se pode espremer
sessenta e um anos de vergonha e rejeição em um final de semana?
Somente pela ajuda de Deus.
A história do navio foi contada, ouvida e acreditada. O pecado nacional foi reconhecido
e houve arrependimento por parte de autoridades civis e religiosas. O Espírito de graça e compaixão estava sobre nós todos, conduzindo o milagre, até
que o perdão fosse concedido e plenamente expresso e os corações fossem reconciliados.


Alguém perguntou: “Por que estamos fazendo tudo isso?” E a resposta foi:
“Por causa das crianças, para o mundo de amanhã. Para que os pecados dos
pais não tragam a maldição de vergonha e culpa
sobre as crianças do Canadá, enquanto crescem e procuram servir ao Senhor.
E para que o peso de amargura e rejeição não persiga as crianças judias
ao viverem o legado deixado pelos sobreviventes do St. Louis.”

A seguir alguns trechos de uma carta de Helen & Jules Wallerstein,
sobreviventes do St. Louis, e participantes da reunião de reconciliação:

Queridos amigos,
Meu marido e eu precisamos elogiar a todos que fizeram do final de semana
de 4 e 5 de novembro um dos mais memoráveis que já tivemos. Estávamos,
(principalmente eu) muito reservados sobre ir a este evento.
Há tantos fatores envolvidos.
Mas achamos que todos estavam sinceros, amorosos e desejosos de ajudar
o povo judeu.
Deram-nos esperança que sinceridade e amor ainda existem.
A reunião do sábado à tarde continuou a inspirar em nós admiraçao por vocês.
Seus sentimentos de complexidade em tratar de Deus, e buscar por uma
resposta… vocês definitivamente têm um chamado de Deus,
 Sinceramente oramos para que suas palavras alcancem uma multidão de pessoas,
e que haja fruto.

Simpatizamos com o povo do Canadá e seus sentimentos de culpa por não
ter deixado o St. Louis atracar no seu território. Perdoamos a nova
geração. Não são responsáveis pelos pecados e atos
de seus antepassados. Muitas pessoas pereceram
porque não houve suficiente preocupação por parte dos países sobre o destino
do povo judeu, ate mesmo por parte da minha amada pátria, os Estados Unidos.
 
A reunião final do domingo à noite mal pode se descrever. Quando entramos,
ao som do shofar (trombeta hebraica feita de chifre de carneiro),
tocando seu som penetrante, e vimos as pessoas de
ambos os lados do auditório, parecia que haviam
 mil pessoas, quando na realidade só havia 360.

Os aplausos me deram arrepios dos dedos dos pés ate o couro cabeludo.
Ficamos esmagados. As lágrimas correram pelas faces.
Jules ficou estático. Pensei: ‘Meu Deus, este povo realmente se importa.’
Nos fez sentir humildes além da capacidade de expressar.
As palavras pronunciadas pelos dois representantes do clero, e
pelos dois índios nativos, trouxeram mais lágrimas.

Seu país precisa de cura, e sinceramente esperamos que este maravilhoso início
de jornada possa ajudar.

Conforme entendemos a palavra de Deus, este evento poderá trazer dois resultados:

1. Enquanto Deus continua a falar com as nações, chamando-as a si mesmo
e dando oportunidade antes da vinda do juízo final, a restauração do “elo
judaico” é uma parte essencial deste chamado.

Arrependimento e reconciliação com o povo judeu precisa acontecer se quisermos
o genuíno derramamento do Espírito de Deus a nível nacional,
curando e reavivando as famílias da terra. Creio que este acontecimento, embora
só tenha ocorrido em um país e de forma embrionária, pode ser uma porta
que outras nações podem encontrar e entrar a fim de obter favor divino
antes dos juízos vindouros(Noiva reconheça o tempo q estamos vivendo em DEUS:
Dias de Expiação, e vivamos esta oportunidade com toda intensidade).

2. Cada vez que um pecado histórico contra a nação dos judeus é reconhecido, 
e que houver arrependimento dele, e cada vez que o povo judeu
perdoa seus opressores, uma grande pedra de tropeço
está sendo retirada do caminho que levará ao encontro inevitável com seu Messias
.

Todas as nações atuais que existem há mais de um século,
abrigam algumas sementes anti-semíticas e sentimentos antagônicos e zombadores
em relação à nação dos hebreus.
Oro para que a igreja em muitas nações receba esta revelação e desperte 
seu povo ao chamado de Deus para arrependimento e reconciliação
com a primeira nação de Deus.

Publicado na Revista Impacto- Edição 14 

Postado por Hadassa Ben HaShem
Me debulhei em Lágrimas de identificação.
E por sentir o manifestar Genuíno do Santo Espírito de D'us.
 

JACOB DAMKANI EM PORTUGAL - IX ENCONTRO NACIONAL DE IRMÃOS

quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

Representantes d rev Moon pregam n Assembleia de Deus de Brasília



Bispo Manoel Ferreira (Assembléia de Deus - Ministério Madureira) Profana Assembléia de Deus
'Casando-se' com o "grande pai de toda humanidade" , rev. Moon. 
Leva Representantes do Rev, Moon para o púlpito da   ASSEMBLÉIA de Deus em Brasília.
Este relacionamento / ALIANÇA diabólica ininiciou-se em 2008.
Eis o Vídeo antes q Retirem do YOUTUBE.
Posteriormente estarei escrendo alguns pontos para melhor compreensão dos leitores.

A próxima Profanação já foi anunciada na Câmara dos deputados em Brasília:
 OCORRERÁ em Junho de 2012 em GOIÂNIA.
Ele tem pressa em executar seus planos até 13 de Janeiro de 2013 = "paz mundial" e "salvação eterna da humanidade" através da "família" do rev. moon (para fazer parte deta família é necessária "casar" com o Rev. Moon, nos casamentos coletivos na "igreja" da Unificação), pois ele se considera o pai de toda humanidade e O escolhido po DEUS para completar a missão de Jesus o messias, pois AFIRMA que Jesus falhou em Sua Missão.
Hyun Jin Moon está "liderando" a estratégia (filho d rev Moon). Bispo Manoel Ferreira (Assembléia de Deus - Ministério Madureira) está trabalhando oficialmente para eles.
 O pastor Enoque Lima de Goiás foi preso pr denunciar está TRAIÇÃO a DEUS e a noiva de CRISTO !
Clamem pela VIDA do pastor Enoque, sua família e seu sustento.
Tiago diz : Quem sabe o que Fazer e não faz, está em pecado.


Divulgem este vídeo e OREM por nós.
CLAMEM pela NOIVA

enoquev@hotmail.com
(62) 8159-9794


Postado por Hadassa Ben HaShem

Noiva do SENHOR clamem muito, peçam a DEUS Fortalecimento e Discernimento
para RESISTIR as forças das trevas.











domingo, 4 de dezembro de 2011

TEMPO de DEUS, é nossa Responsabilidade estar atento e Perceber o Kairós de Deus Chegando.

 
 Este é o significado de kairós: é um momento decisivo, uma ocasião especial !
Por outro lado, kairós representa aquele momento emocionante quando tudo muda, quando Deus se levanta, e dá ordens que transformam o estagnado em movimento, e que fazem nascer um novo dia e uma nova situação.

O Tempo de Deus – Kairós e Chronos

Por: Christopher Walker

Existem certos momentos eletrizantes na história do plano de Deus que infalivelmente nos inspiram e fascinam cada vez que tornamos a ler o seu relato na Bíblia. Um deles está em Josué 1.

Se você abrir sua Bíblia ao acaso e ler este capítulo sem nenhuma compreensão do seu contexto histórico, encontrará sem dúvida uma grande fonte de inspiração e uma porção de promessas que desejará apropriar para sua vida. Mas terá perdido o grande impacto deste momento na história.

Para senti-lo, você teria de ter lido (ou de ter lembrado) sobre tudo que aconteceu no plano de Deus antes deste momento. Depois que Deus deu a promessa a Abraão sobre a descendência e a terra que seriam seus instrumentos para trazer redenção ao homem e a toda a criação, passaram-se vários séculos. A descendência de fato se multiplicou, mas ficou escrava de um povo estranho no Egito. Moisés foi levantado como instrumento divino para tirar o povo do Egito e da escravidão, e ser o mediador de uma aliança, que viria a tornar-se a base de todas as Escrituras, e do relacionamento entre Deus e seu povo para sempre. Entretanto, a geração que saiu do Egito não creu, e ficou quarenta anos no deserto, até morrer o último homem incrédulo.

É com este pano de fundo (obviamente em muito maiores detalhes), que devemos ler Josué 1. Porque só assim poderemos entender o efeito e a emoção que as palavras de Deus causaram, quando disse: “Levanta-te agora, passa este Jordão…”, e quando deu aquelas tremendas promessas a Josué, tais como: “Todo o lugar que pisar a planta do vosso pé, vo-lo tenho dado”, e: “Ninguém te poderá resistir, todos os dias da tua vida” (Js 1.2-5).

Estas não foram simples promessas que Deus de repente resolveu entregar a Josué, ou ao povo que estava com ele. Foram a consumação de séculos de preparação, dadas no momento certo, para as pessoas certas.

É por não ler a Palavra de Deus no seu devido contexto que muitas vezes a aplicamos de forma errada. Se eu pegasse estas promessas de Josué 1, e começasse a apli- cá-las como eu bem quisesse na minha vida, com certeza entraria em sérios problemas! Pois esta passagem não me concede autoridade para tomar posse de bênçãos da minha própria escolha, nem de me apropriar de qualquer lugar que seja do meu interesse. Deus delimitou claramente para Josué no versículo 4 o território que poderia ser pisado, e sabemos que esta terra simboliza nossa herança em Cristo, não a concretização de sonhos pessoais.

Kairós e Chronos

Mas existe um outro problema na aplicação desta passagem. É compreender exatamente o momento no plano de Deus quando estas promessas foram dadas. Afinal, durante quarenta anos, o povo havia desejado ardentemente ouvir estas palavras, e não as ouviram. Uma vez, inclusive, tentaram subir para a terra sem receber uma ordem de Deus, e foram vergonhosamente derrotados (Números 14.40-45).

Para entender melhor este conceito do tempo de Deus, e como podemos aplicar suas promessas a nossa vida, seria útil examinar duas palavras gregas: kairós e chronos. Assim como a distinção entre as palavras gregas (ágape, phileo, e eros) ajuda a compreender melhor o conceito de “amor”, estas duas palavras nos ajudarão a ver dois aspectos de “tempo” no plano de Deus.

A palavra chronos significa um espaço de tempo ou intervalo, e às vezes é usada para dar a idéia de “demora”. Em contraste, kairós significa uma ocasião especial, um tempo determinado, ou uma oportunidade. Encontramos chronos em textos como Lucas 20.9 (o dono da vinha ausentou-se do país por muito tempo)] João 5.6 (o paralítico que estivera doente havia muito tempo)] Atos 8.11 (Simão, o mágico, desde muito tempo iludira os samaritanos com suas artes); e Atos 13.18 (Deus suportou os costumes do povo de Israel no deserto por espaço de quarenta anos).

Em Atos 17.26-30, podemos ver o contraste dos dois termos. No versículo 26, diz que Deus fez todas as nações para habitarem sobre a terra, determinando-lhes os tempos (kairós) já dantes ordenados. No meio de todo o espaço de tempo que vai passando, existem na história da humanidade como um todo momentos específicos que Deus já predeterminou como épocas especiais,  Este é o significado de kairós: é um momento decisivo, uma ocasião especial, em que grandes coisas podem acontecer.

Já no versículo 30 do mesmo capítulo, lemos que Deus não levou em conta os tempos (chronos) de ignorância, em que os povos não conheciam a verdade. Esta é a idéia de chronos: espaços indeterminados e prolongados de tempo, em que nada de especial ou importante está acontecendo. São os séculos de ignorância antes da vinda de Cristo, os séculos de escravidão no Egito, os períodos de silêncio e apostasia na história, as décadas de andanças sem rumo no deserto, os anos de espera do paralítico à beira do tanque de Betesda, e tantos e tantos períodos na nossa vida em que as promessas de Deus parecem estar longes e inalcançáveis.

Por outro lado, kairós representa aquele momento emocionante quando tudo muda, quando Deus se levanta, e dá ordens que transformam o estagnado em movimento, e que fazem nascer um novo dia e uma nova situação. Isto ocorre na história, como vimos na passagem de Atos 17 citada acima, e que foi exemplificado na época dos descobrimentos na virada do século XV, ou mais recentemente, na queda do muro de Berlim e da potência mundial do comunismo. Mas ocorre especialmente dentro do plano de Deus, conforme visto na Bíblia.

Josué 1 foi um destes momentos kairós no plano de Deus. Moisés completara sua missão, a velha geração incrédula havia morrido, e a hora finalmente estava chegando para entrar na terra. Outro momento foi quando Jesus começou seu ministério anunciando o maior kairós de todos os tempos (até então), dizendo que o tempo (kairós) estava cumprido, e que o reino estava chegando (Mc 1.15). Quantos séculos Deus não havia aguardado em paciência até que chegasse a “plenitude dos tempos”?

O Paradoxo

A pergunta que surge imediatamente, porém, é: Como devemos agir, então? Devemos ser passivos, fatalistas, esperando aquilo que terá mesmo que acontecer, aquilo que já foi predeterminado, e reconhecer que nada podemos fazer para mudar a situação atual, porque ainda não chegou o momento kairós para nós?

Encontramos aqui, como em tantos outros assuntos na Bíblia, um grande paradoxo. Veja o contraste destas duas passagens: “Mas a respeito daquele dia e hora ninguém sabe…. Estai de sobreaviso! Vigiai e orai! Não sabeis quando será o tempo (kairós)” (Marcos 13.32,33; ver também Atos 1.6,7). E por outro lado: “Hipócritas, sabeis interpretar a face da terra e do céu. Como não sabeis então discernir este tempo (kairós)?” (Lucas 12.56).

O que significa? Afinal, podemos ou não podemos saber sobre os momentos kairós de Deus? Não, e sim! Não, para o desejo humano e carnal de saber de antemão exatamente quando as coisas acontecerão, porque assim ficaríamos relaxados e displicentes até a última hora, e só então nos prepararíamos. Sim, porque devemos estar atentos e saber em que tipo de período estamos vivendo. Mesmo que não possamos saber o dia nem a hora, temos a obrigação, segundo Jesus, de discernir os sinais dos tempos.

Na verdade, ele foi duro com seus ouvintes, dizendo que era hipocrisia se acharem tão sábios sobre o que aconteceria no futuro imediato com o clima, e ao mesmo tempo  não saberem nada sobre a época em que viviam. Hoje, com certeza, ele falaria sobre nosso farto conhecimento tecnológico, sobre nossa capacidade de prever com precisão a chegada de cometas e astros celestes, sobre os avanços em medicina, informática, e tantos outros campos, enquanto continuamos tão pobres em saber aonde estamos no plano de Deus, ou que momento kairós está prestes a se manifestar.

Portanto, embora os tempos e épocas pertençam a Deus, e realmente não possamos por nenhum ato da nossa vontade ou impaciência mudar suas determinações, por outro lado existe uma grande responsabilidade humana em estar atento e perceber quando o kairós de Deus está chegando.

Existe uma cena dramática nos evangelhos que ilustra bem este ponto. Jesus estava viajando no final do seu ministério para a cidade de Jerusalém. Se o momento kairós de Josué 1 era dramático por causa de todos aqueles séculos e décadas de espera, imagine esta época da primeira vinda de Jesus, dois mil anos depois do início de Israel com Abraão! Quanta preparação, quantas falhas, quanta paciência de Deus para não desistir, e continuar com seus propósitos! E agora, Jesus sabendo que este mesmo povo iria rejeitá-lo, ao chegar perto de Jerusalém, e já podendo avistá-la, chorou sobre a cidade, dizendo: “Ah, se tu conhecesses, ao menos neste teu dia, o que à tua paz pertence! …. Não deixarão em ti pedra sobre pedra, porque não reconheceste o tempo (kairós) da tua visitação” (Lucas 19.41-44).

Veja, o kairós pode chegar, e nós não participarmos dele. Podemos perder o tempo da visitação de Deus. No lado oposto, podemos até contribuir para que o kairós chegue mais rápido, de acordo com 2 Pedro 3.12. Não podemos explicar exatamente como isto acontece, pois é uma área que pertence exclusivamente a Deus, mas está bem evidente nas Escrituras que muitas etapas no seu plano demoram mais do que realmente é necessário por causa da incredulidade ou desobediência humana. O grande exemplo disto foram os quarenta anos no deserto, que poderiam ter durado apenas um ano aproximadamente (ver Números 13,14). Da mesma forma, se tivermos expectativa e desejarmos ardentemente a sua vinda, conforme Pedro escreve no texto acima, podemos apressar o seu dia.

Tomar Posse ou Esperar em Deus?

Porém, não podemos de forma alguma perder a maior lição deste conceito de kairós, que é da nossa dependência da ação divina, da sua luz verde, e da sua palavra de ordem, para entrarmos de fato no momento de oportunidade e de progresso no plano de Deus para uma vida, uma família, uma igreja, ou uma geração. Jesus certa vez discutiu com seus irmãos exatamente sobre isto. A questão era a Festa dos Tabernáculos, e os irmãos naturais de Jesus, num tom aparentemente de sarcasmo, estavam dizendo que ele deveria subir a Jerusalém para fazer sucesso e se tornar conhecido. Era um momento de oportunidade, e segundo eles, dependia só de Jesus tirar proveito dele. A resposta de Jesus foi sobre a diferença entre seu kairós e o kairós de quem é dono da sua própria vida. “O meu tempo (kairós) ainda não chegou”, ele disse; “o vosso, porém, sempre está pronto” (João 7.1-8).

O mundo nos ensina que precisamos criar nossas próprias oportunidades, e ir atrás de nossos alvos com determinação. As únicas pessoas que não alcançam as portas do sucesso são aquelas que se acomodam com o que têm. Esta mesma filosofia está invadindo a igreja, e seus defensores encontram muitas passagens bíblicas que aparentemente a sustentam. Mas Jesus, o próprio Filho de Deus, não era dono do seu kairós; ele precisava esperar o momento certo, de acordo com a vontade do Pai.

Ele acabou indo àquela festa, mas ocultamente, e somente quando chegou a hora de Deus. Para aqueles que vivem de acordo com princípios naturais, ainda que seja na igreja ou na obra de Deus, o momento de oportunidade sempre existe; é apenas uma questão de “fé”, ou de “tomar posse”. Mas para quem realmente anseia pela vinda do Reino de Deus, existe uma hora, e um momento, no plano de Deus em que as portas se abrem, a ordem é dada, e podemos entrar numa nova etapa e dar um novo passo em direção ao cumprimento final. Se não estivermos vigiando, esperando, e buscando este momento de Deus, ele poderá passar sem o percebermos. E quando o percebermos, precisamos ser corajosos e fortes em Deus para não retrocedermos, mas para confiarmos em todas suas promessas e avançarmos para o seu desafio! Pois este será o momento exato para aplicar as palavras de Josué 1 à nossa vida!








Link: revistaimpacto.com.br

POSTADO por : Hadassa Ben HaShem


Pastores são algemados e multados depois de pregarem contra Pecados

4 de dezembro de 2011
Pastores são algemados e multados depois de pregarem contra o homossexualismo

Agora terão de enfrentar tribunal onde juíza é lésbica
Bob Unruh
Dois veteranos pregadores de rua da cidade de Houston estão enfrentando julgamento em tribunal por divulgarem a mensagem da Bíblia acerca da homossexualidade — e outros pecados — numa de suas esquinas favoritas para pregar em Houston. Que a mensagem era direta é óbvio, a partir de uma foto da situação que se desenrolou para David Stokes do BulldogMinistries.com e Dave Allen do HornofSamuelBook.com:

Pregadores de rua com shofar e cartaz que levaram às multas O cartaz deles avisa aqueles que são “Beberrões, homossexuais, aborteiros, adúlteros, mentirosos, fornicadores, ladrões, ateus, bruxos, idolatras” de que “o Inferno os aguarda”. A audiência judicial deles será no Tribunal Municipal de Houston, que é dirigido por Barbara E. Hartle, que, de acordo com o jornal Dallas Voice, está na lista do Fundo de Vitória Gay e Lésbica como “um de nossos poucos membros que está no judiciário do Texas”. Ela foi nomeada para essa posição por Annise Parker, a prefeita de Houston identificada pelo jornal Los Angeles Times como “a primeira lésbica a chefiar uma grande cidade dos Estados Unidos”. Allen disse para WND que não importa o que acontecer, o fato de que os pastores foram algemados e multados, com seus cartazes e shofar confiscados por algum tempo, transmitiu um recado assustador sobre a liberdade de expressão com relação à religião e homossexualidade. Tecnicamente, eles foram multados por terem cartazes que estavam com uma grossura de 1 cm a mais do permitido (eles dizem que os cartazes estavam na medida certa e que haviam sido aprovados de antemão), e por terem um instrumento de expressão que não era de madeira (o shofar deles é de estilo de chifre de carneiro). Os policiais apareceram depois que alguém aparentemente se queixou dos mensageiros e sua mensagem, mas um vídeo revela que o primeiro policial na cena lhes disse que eles não estavam fazendo nada de errado. Contudo, alguns minutos depois policiais abordaram os pregadores e ao tudo que indica agarraram uma câmera de vídeo, forçaram os pastores a se deitar no chão e os algemaram. Essa violência toda ocorreu muito embora Stokes e Allan há anos preguem nesse mesmo local. Este é o vídeo, em inglês, do que aconteceu: http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=XkDkPwET5dk

A gravação de vídeo mostra que os policiais discutiram a situação uns com os outros, dizendo: “Eles não podem ficar fazendo o que querem por aqui” e “Não há nenhum problema, mas temos de fazer um registro desse cara”. Há também uma referência a “um jeito de nos livrarmos deles”, que vem junto com uma declaração abafada que parece dizer: “Agarre os cartazes”. Os pastores relataram numa descrição de vídeo do YouTube que “o policial confessa que tentou arrancar o cartaz a fim de nos fazer sair da esquina”. Para Allen, isso parece uma violação do direito de livre expressão garantido na Primeira Emenda da Constituição dos Estados Unidos. “Temos pregado nesta esquina com esses mesmos cartazes há dois anos”, ele diz na introdução do YouTube. A reportagem de uma estação local de televisão também cobriu a polêmica que está em andamento.

Allen disse para WND que ele toca o shofar e outros pregam para as pessoas que passam por causa do aviso do Antigo Testamento de que aqueles que conhecem a verdade da vontade de Deus e não a transmitem para os outros será responsabilizado pela negligência. Allen disse para WND que seus ministérios em grande parte tinham um relacionamento razoável com as delegacias de polícia de Houston, mas esse incidente pareceu estar se estendendo para os policiais. Ele disse que não podia especular acerca do tipo de impacto que a mensagem que seus ministérios pregam sobre condenação bíblica ao homossexualismo poderá ter no resultado de seu caso. “Tudo o que estávamos fazendo era pregar”, disse ele. “Contra todos os pecados”.
Tradução: juliosevero

Postagem: Hadassa Ben HaShem
Link: juliosevero.blogspot.com

Quando começamos a ser proibibidos a pregar verdades Biblicas (como na "igreja" oficial na China),
NÂO pregamos mais A Verdadede DEUS que tem poder para curar, transformar e libertar.
Estamos apenas nos enganando, enganando milhares depessoas pelas quais DEUS deu a vida de Seu
Filho na Cruz e conequentemente vivemos em CONDENAÇÃO.
Quem será Fiel até a morte? Quem não tentará preservar sua vida passageira nesta terra por Amor e 
Alegre Obediência ao SENHOR .
Será que confiamos em SEU Amor por nós e por isto O amamos verdadeiramente?
A consequência do Amor Fiel e Dedicado e conhecermos o que O faz sofrer.
E sofrermos tudo que for necessário para ALIVIAR Sua dor.

Benção sobre a Noiva

Para todos que tem seus corações mexidos por D-us, com relação a Israel!

domingo, 27 de novembro de 2011

Deus, Sério e Fiel em Seus Propósitos - Clamem


O destino das nossas nações está nas mãos daqueles que são sacerdotes e atalaias Constantemente diante de Deus. Viver no pleno conselho de Deus é essencial (se ele for o primeiro amor do nosso coração): de outra forma não seremos preservados. Viver grudadinho no PAPAI é imprescindível.

Por: Reuven Doron

Enquanto a batalha de oração e perseverança arde nos céus, em favor do destino de almas e
nações, oEspírito de Deus profere profecias oportunas, que haverão de guiar e proteger-nos nos dias vindouros,à medida que forem percebidas e reconhecidas por nosso próprio espírito.
A palavra profética que transcrevemos a seguir foi recebida pelo pastor John Mulinde, um líder espiritual e nacional da Etiópia, em março de 1996.

Quando ele esteve conosco em Jerusalém no ano  passado, e compartilhou esta palavra, a clareza, esolução e compaixão que emanavam do seu espírito estificaram em nossos corações, e elevaram os santos locais a um novo nível no seu chamado intercessório. Creio que esta palavra ajudará a moldar e afiar sua intercessão também.
Vi uma terra e percebi que era Israel. Vi as estruturas, os edifícios, as cidades etc. Acima de tudo isso havia nuvens carregadas de chuva, nuvens pesadas, e havia uma tempestade de vento na terra, que soprava como um furacão. Em algumas regiões, estava quebrando rochedos das montanhas que vinham caindo para baixo, e carregando pedras e árvores enormes no ar pela força desta tempestade.

A tempestade estava quebrando alguns dos prédios, e enquanto olhava, a chuva estava caindo, e era uma chuva pesada. Prédios e pontes estavam desmoronando, e vi muita gente
correndo para achar abrigo, quepude identificar como judeus e árabes. Vi também casas pequenas, que compreendi como sendo propriedade do povo de Deus, pois os donos estavam em pé do lado de fora, gesticulando para que osoutros entrassem.

O povo que corria em busca de proteção entrava; tanto judeus como árabes.

Não havia casas separadas para árabes e judeus. Todos estavam correndo para os mesmos lugares. E eu me perguntava na visão por que as casas não se enchiam. As pessoas se empurravam para dentro das casas, no entanto não ficavam cheias.

Então a visão desapareceu e vi uma Escritura:
“Portanto, o Senhor os entregará até ao tempo em que a que está em dores tiver dado à luz; então, o restante de seus irmãos voltará aos filhos de Israel. Ele se manterá firme e apascentará o povo na força do Senhor, na majestade do nome do Senhor, seu Deus; e eles habitarão seguros, porque, agora, será ele engrandecido até aos confins da terra” (Mq 5.3-4).

Compreendi desta passagem, enquanto orava, que a tempestade e a chuva eram diferentes. A tempestade e o vento eram o poder das trevas que vinha das nações do mundo para Israel,
e isto traria um tempo de grande turbulência em Israel. E compreendi que a chuva seria o derramamento do Espírito de Deus, que também viria sobre esta terra.

O Espírito de Deus fará com que muitos conceitos errados de Deus caiam por terra, e Deus fará com que o povo da terra, tanto judeus como árabes, vejam o Messias como ele realmente é, e muitos darão suas vidas ao Deus Todo-Poderoso.
Ele também vai liberar um novo entendimento, uma nova revelação de Yeshua(Sua face) para as nações do mundo. Isto nos levará a jogar fora uma porção de
teologias e conceitos que temos segurado, e que nos têm impedido de entrar na plenitude de Deus e dos seus propósitos. Enquanto o contemplamos, devemos deixar de lado tudo o mais, e nos comprometer com ele.

Cristo será visto como ele é, de uma forma tremendamente vivida e poderosa. Isto levará os que crêem entre as nações a se comprometerem cem por cento com Jesus. E como o inimigo entende que um triunfo de Deus em Israel causará um triunfo dele nas nações, haverá resistência da parte das nações; os poderes das trevas vindo de todas as nações do mundo. [comentário do Blog: Está afirmação confirma o que Avner Boskey já disse em Seu livro há +- 11 anos atrás]

Israel está caminhando para um tempo de grande isolamento. Todas as coisas em que confiava: poderio militar, força econômica e poder político, tudo vai falhar, pois a nação experimentará tudo, porém nada dará certo. O dia está chegando em que os habitantes da terra clamarão a Deus e dirão: “Tu és nossa única Esperança, tu podes vir e nos ajudar? Seja qual for o preço, precisamos do Messias” (Mt 23.37-39).

E enquanto o clamor sair com dores de parto (a profecia de Miquéias), Israel será abandonado até que a que está em dores tiver dado à luz. Quando estas dores de parto estiverem acontecendo em Israel, Deus fará com que seu Espírito comece a vir sobre a terra. E quando isto acontecer, o povo encontrará paz e descanso no Senhor. O jugo do Islã e o jugo do judaísmo começarão a ser quebrados; entregarão suas vidas ao Senhor e descobrirão sua herança nele.

Esta nova revelação virá; como isto nos afeta nas nações? Haverá uma sacudida por causa das escravidões e jugos que têm se acumulado através dos últimos dois milênios; um abalo a fim de quebrar estas Escravidões. No seu desespero, as pessoas começarão a descobrir a Deus e haverá uma grande colheita de almas.

Haverá muito sofrimento e juízo, por causa da maneira como as nações se relacionaram com o povo judeu. Muitas nações rejeitarão o recado de Deus. Deus nos chamou para sermos um sacerdócio santo nos nossos países, para a preservação destas nações. A própria igreja será sacudida drasticamente e o entendimento da igreja que temos hoje será totalmente desmontado, já que tem sido um impedimento para receber a plenitude de Deus.

As coisas que consideramos como preciosas vão falhar e nos deixar na mão. Encontraremos uma voz Desesperada dentro de nós clamando: “Senhor, só queremos a ti”.
Veremos Jesus de uma maneira nova, numa nova revelação. Assim como Israel sofre isolamento e rejeição pelas nações, a igreja vai sofrer intensa perseguição, e as pessoas que estão firmes na Palavra de Deus serão rejeitadas. Muitos crentes escolherão acordos e contemporização a fim e escaparem da perseguição, mas aqueles que conhecem o seu Deus serão fortes e farão proezas.

O destino das nossas nações está nas mãos daqueles que são sacerdotes e atalaias diante de Deus. Viver
no pleno conselho de Deus é essencial (se ele for o primeiro amor do nosso coração): de outra forma não seremos preservados. Proveremos redenção para nossas pátrias ao tomar posição em favor de Israel. O juízo vem sobre as nações por causa da questão de Israel, mas quando tomamos posição ao lado de Israel, graça é liberada sobre nós. (Final da profecia)

Minha oração é que este testemunho profético lhe forneça armas e equipamentos, caros soldados de oração, enquanto vigiam sobre sua própria pátria, e sobre a minha também, a partir da sua posição intercessória.
“Porque assim me disse o Senhor, o Deus de Israel:
Toma da minha mão este cálice do vinho do meu furor e darás a beber dele a todas
as nações às quais eu te enviar… Pois lhes dirás: Assim diz o Senhor dos Exércitos, o Deus de Israel: Bebei, embebedai-vos e vomitai; caí e não torneis a levantar-vos, por causa da espada que estou enviando para o vosso meio…
Chegará o estrondo até à extremidade da terra, porque o Senhor tem contenda com as nações, entrará em juízo contra toda carne; os perversos entregará a espada, diz o Senhor. Assim diz o Senhor dos Exércitos: Eis que o mal passa de nação para nação, e grande tormenta se levanta dos confins da terra”
(Jr 25.15-32).

Que o Senhor os ajude a ficarem inabaláveis, segurando a “barra” junto conosco,
até que todas estas coisas se cumpram.

 Publicado na Revista Impacto - http://www.revistaimpacto.com.br

Postado por Hadassa Ben HaShem

Se não estamos na vida a passeio, se não nos sentimos a vontade até demais em meio a este mundo, se não mergulhamos de cabeça no egoísmo, se o centro de nossa existência e a Mola Mestra de nossas vidas não é nosso próprio ventre e nossa FELICIDADE através  das coisas completamente corroíveis e passageiras desta terra, SE DEUS é verdadeiramente O maior AMOR das nossas vidas e estamos completamente GRUDADINHOS Nele(nosso Papaizinho) : CLAMEMOS!

Clamemos por nós mesmos para permanecermos apaixonados pelo Papai e inabaláveís.

Clamemos pelo Brasil para que DEUS produza Arrependimento e conversão verdadeira em nós brasileiros e em todos estrangeiros q aqui habitam. Clamemos com o mesmo amor por todas as nações. Clamemos de forma dedicada por Israel e pelo povo judeu, confessando nossos pecados, os pecados da nação brasileira e de todas as nações no relacionamento com este povo até que cheguemos ao Arrependimento e ao pranto por pecarmos neste relacionamento. Clamemos ao PAI q nos encha de PURO Amor por ISRAEL e os judeus;  e que a prova desta mudança em nós e em todas as Nações seja o POSICIONAMENTO em favor de Israel com AÇÕES práticas que EXALEM este arrependimento, esta mudança.

Assim vomo Tiago exorta No Capítulo2, verso18 :

"Mostre-me essa sua CONFIANÇA em Deus sem atos, e eu lhe mostrarei minha CONFIANÇA no PAI por intermédio das minhas ações." Do mesmo modo, o Amor e mudança de POSICIONAMENTOque  não se expressa por intemédio de ações é MORTO / inexistente.     

Clamemos como , com e pela noiva de Cristo em toda a terra.

terça-feira, 8 de novembro de 2011

DEUS Trabalhou Profundamente em Mosab Hassan Youse

"Filho do Hamas" afirma seu amor por Israel e denuncia o HAMAS!

Compartilhando Link: http://clameporjerusalem.blogspot.com/2011/11/filho-do-hamas-afirma-seu-amor-por.html

Num recente congresso realizado em Frankfurt, Alemanha, Mosab Hassan Yousef, o famoso "Filho do Hamas" afirma claramente o seu amor a Israel, denuncia o Hamas (sua origem) e opõe-se à criação de um estado palestino.

Veja este video e veja as afirmações do filho de um dos fundadores do movimento Hamas, convertido a Cristo e testemunhando do amor de Jesus como única forma de reconciliação.

"Israel não é o problema, mas a solução para o Médio Oriente"

- Mosab Hassan Yousef.






Maravilhoso contemplar o contínuo trabalhar de Yeshua por Compaixão de Seu povo
escolhido e Amor incodicional a Israel.
Clamemos constantemente por Israel e por todos  judeus espalhados  pelo mundo,  nos
tornando assim Parceiros do "EU SOU" , cuidando de seus amados mesmo que ainda 
seja DIFÍCIL para alguns de nós Cristãos gentílicos pelos séculos de anti-'semitismo'
inculcado em nossos corações e mentes , mesmo que a rejeição ao Povo com o qual
O DEUS Criador fez as 2 Alianças nos seja inconsciente.
As 2 Alianças que nós Cristãos gentílicos costumamos chamar de : "Velha" Aliança e "Nova" Aliança,
Como se algo tivesse sido interrompido, quebrado, jogado fora ou anulado.

Jeremias 31:31 = Eis que estão chegando os dias diz Adonai, " quando Eu farei uma Nova Aliança com a Casa de Israel e com a casa de Judá. Ela não será como a aliança q fiz com seus pais no dia em que
os tomei pela mão e os tirei da terra de Egito;
porque eles violaram Minha aliança, ainda que EU, de minha parte tenha sido como um MARIDO
para eles ", diz Adonai. "pois esta é a Aliança que FAREI com a CASA de Israel depois daqueles dias" ,
diz Adonai; " porei minha PALAVRA dentro deles e a escreverei em seu coração; 
... porque PERDOAREI os pecados deles e NUNCA mais me lembrarei (de seus pecados) ".

Clamemos pela noiva até que as lágrimas jorrem de nossos corações exatamente como jorram
do Coração Apaixonado de JESUS, por Sua noiva limpa, Arrependida , Pura e transbordante de Amor,
com ações que provem estarmos pronta para sermos Desposada   Por nosso Amado Messias judeu:
O senhor Jesus.
Sempre lembrando, igreja = judeus e gentios que crêem Fielmente, Amam de coração e vivem por e para  Yeshua / Jesus.



Compartilhado por : Hadassa Ben HaShem




domingo, 16 de outubro de 2011

sábado, 15 de outubro de 2011

Completando judeus no Messias - Outreach



Trumpet of Salvation


Escola / Discipulado Two-by-Two
Alcançando

Convidamos a todos, que tem um coração para Deus e para o Seu povo escolhido, que quer levar o Evangelho aos judeus e está disposto a ser ensinado a pregar o Evangelho àqueles que ouviram primeiro ( 2000 anos atrás), para se juntar Trumpet of Salvation of Israel. Entre em contato conosco para mais informações.

Trumpet também precisa de pessoas que podem fazer de Israel a sua casa, ou pessoas que podem vir por dois anos ou mais. Se você é um professor de Bíblia talentoso, uma pessoa verdadeiramente apaixonada que não pode deixar de ORAR e partilhar o Senhor ressuscitado com os perdidos,  tem um coração para os pobres e necessitados e  está disposto de sair e conhecer suas necessidades nas ruas,  alimentar-los e vestir-los, se você tem amor e coração compreensivo e fiel é capaz de estabelecer amizades profundas, podendo ser uma fonte de desafio, encorajamento e bênção para os perdidos, bem como para os santos, e estiver disposto simplesmente a identificar-se com Ruth, "o teu povo será meu povo e o teu Deus, meu Deus" (Rute 1:16), se a sua caminhada de fé te fez ficar verdadeiramente desejoso em render sua vida pela  causa do Messias - Gostaríamos  de ouvir isto de você.

(Por favor, não se preocupe, Nós não esperamos que você seja perfeito -. Nenhum de nós doTrumpet of Salvation é -. Mas nós esperamos que você se esforce em busca da santidade e perfeição como nosso Senhor nos pediu ).


Para nós é muito importante que os crentes gentios cumpram seu chamado de provocar ciúme em Israel , mas não queremos ser mal interpretados! Nós não encorajamos você a vir para Israel ir para as ruas e pregar o Evangelho da maneira que você faria no seu país de origem. É muito diferente  apresentar o Evangelho para os judeus do que p/ qualquer outro povo - e não apenas por causa da história da igreja. Por favor, submeta-se a um líder judeu, que possa orientá-lo e ensiná-lo a evangelizar em Israel. Por favor, não venha por conta própria, distribuindo seu material com maneiras Cristãs de pensar e conversando com os judeus da maneira que você falaria para cristãos. Isto PODE fazer tanto mal e temos certeza que você não quer fazer isso.  Em qualquer  país você se apresenta aos líderes locais, quando  quer alcançar os perdidos. Nós amaremos ensiná-lo e levá-lo para as ruas aqui em Israel.

Se você acredita, que deve estar envolvido em nosso ministério, por favor, peça a ficha de inscrição. Precisamos do formulário preenchido dois meses antes da sua VINDA. (Se necessário e possível, vamos considerar circunstâncias especiais e exceções.)
Teremos o maior prazer de lhe enviar informações detalhadas e um formulário de candidatura. Agora focamos em ir as ruas dois a dois e somos MUITO gratos por cada crente,  disposto a aceitar o desafio e participar!
Por favor, escreva-nos, nós amaríamos lhe enviar a ficha de inscrição e mais algumas informações sobre  juntar-se a  nossos esforços para alcançar Israel com o Evangelho glorioso.


Tópicos interessantes:
O Messias judeu versus o Deus cristão.
Os rabinos acreditam que Deus tem um Filho?
Se Deus nos ama tanto, por que Ele permitiu que o Holocausto ocorresse? 

ttp://www.trumpetofsalvation.org

Jacob Damkani, P.O. Box 8355, Jaffa 61082, Israel
Tel: +972-3-5181888
Email: trumpsal(at)netvision.net.il


Please where you read REQUEST: Type Discipleship  Two-by-Two (outreach)



Postado por : Hadassa Ben HaShem